A Energia Liberada Pelo Terremoto Que Atingiu A Costa Nordeste Do Japão Em 2011 Em Kwh Foi De?(Solução)

Qual a relação entre e1e E2?

A magnitude de um terremoto na escala Richter pode ser calculada por: sendo E a energia, em kWh, liberada pelo terremoto e E uma constante real positiva. Considere que E1 e E 2 representam as energias liberadas nos terremotos ocorridos no Japão e na China, respectivamente.

Qual foi a energia liberada em joules no terremoto do Japão em 2011 em que sua magnitude na escala Richter foi 9?

onde M é a magnitude do terremoto, E é a energia liberada (em joules ) e E = 104,5 joules é a energia liberada por um pequeno terremoto usado como referência. Qual foi a ordem de grandeza da energia liberada pelo terremoto do Japão de 11 de março de 2011, que atingiu magnitude 9 na escala Richter? 1014 joules.

Qual foi a energia é liberada por esse terremoto?

A energia liberada por um terremoto de 6 graus na escala Richter é de 7 x 106 kW/h.

Qual é a relação entre E1 e E2?

Um relacionamento entre as entidades E1 e E2, do tipo binário e não identificado, com cardinalidade 1:N, indica que a chave primária de E1 será chave estrangeira em E2, devendo essas chaves ter valores e tipos correspondentes e nenhuma delas poderá assumir o valor nulo.

You might be interested:  Porque A Energia De Um Ecossistema Não Acaba?(Melhor solução)

O que um terremoto de magnitude 9 causou no Japão em 2011?

O sismo causou danos substanciais ao Japão, incluindo a destruição de rodovias e linhas ferroviárias, assim como incêndios em várias regiões, e o rompimento de uma barragem. Aproximadamente 4,4 milhões de habitantes no nordeste do Japão ficaram sem energia elétrica, e 1,4 milhão sem água.

Quais as possíveis consequências de um terremoto de magnitude 9?

Magnitude entre 6 e 7: danos em edifícios e destruição de construções frágeis; Magnitude entre 7 e 8: danos graves em edifícios e grandes rachaduras no solo; Magnitude entre 8 e 9: destruição de pontes, viadutos e quase todas as construções; Magnitude maior que 9: destruição total com ondulações visíveis.

O que causa sismos e terremotos?

A maioria dos terremotos são causados por choques subterrâneos de placas rochosas (placas tectônicas), outros motivos podem ser o grande deslocamento de gases, atividades vulcânicas e ação antrópica (explosões, ruptura de barragens, minerações, extração de fluídos do subsolo, etc.), no entanto, os terremotos causados

Quais tipos de ondas são liberadas por terremotos?

O terremoto provoca o surgimento de ondas sísmicas, que se propagam em todas as direções. Elas são de dois tipos, as ondas primárias ( ondas P) e as ondas secundárias ( ondas S). As ondas primárias são longitudinais, isso e, vibram na mesma direção em que se propagam.

Qual é a escala de terremotos?

“Para medir a energia liberada pelo sismo, utilizamos a escala Richter, e para avaliar seus efeitos, utilizamos a escala Mercalli-Modificada”, complementa. A escala Richter foi desenvolvida em 1935 na Califórnia, Estados Unidos.

Quais são os movimentos que causam terremotos?

Os terremotos ou abalos sísmicos são provocados por movimentos na crosta terrestre, composta por enormes placas de rocha, chamadas de placas tectônicas. Além disso os tremores também podem ser resultantes de atividade vulcânica ou de deslocamentos de gases (principalmente metano) no interior da Terra.

You might be interested:  Qual O Custo Da Energia Solar?(Resolvido)

Que relação existe entre terremotos e tsunamis?

Uma magnitude de terremoto suficientemente grande e outras informações disparam um alerta de tsunami. Embora as zonas de subducção ao redor do Pacífico sejam sismicamente ativas, nem todos os terremotos geram um tsunami.

Em qual desses lugares ocorreu o terremoto mais arrasador?

O terremoto de maior magnitude registrado no mundo aconteceu em Valdivia, no Chile, em 1960. Deixou 2 mil mortos e 2 milhões de feridos.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *