O que são variáveis binárias? Como são utilizadas na eletrónica e que conclusões nos podem dar sobre os circuitos?

Na última aula de eletrónica, explicámos qual a diferença entre eletrónica analógica e eletrónica digital. Nesta aula, vamos iniciar o estudo da electrónica digital, dando início a algo muito importante no estudo da eletrónica digital, as variáveis binárias.

 

O que é uma variável binária?

Uma variável é algo que pode variar de valor. Binário significa que algo que pode ter dois valores. Destas duas palavras, concluímos que uma variável binária é algo que pode ter dois valores, que no caso da eletrónica digital, correspondem a dois estados distintos. Em eletrónica, estes dois estados da variável representam-se pelos números 0 e 1. 

 

Exemplos de variáveis binárias

Por exemplo, quando um interruptor está aberto (sem circular corrente pelo circuito) podemos considerar esta situação como o estado 0 (zero). Por outro lado, se o interruptor estiver fechado (circulando corrente pelo circuito) consideramos esta situação como o estado 1 (um).

Uma lâmpada acesa ou apagada pode ser considerada também como uma variável binária, já que esta pode apenas ter dois estados distintos – acesa ou apagada e nunca pode estar acesa e apagada ao mesmo tempo. Podemos por isso, considerar o seu estado “aceso” como variável 1 e o seu estado “apagado” como variável 0.

 

Circuito de lanterna

Pegando na aula onde falámos sobre o circuito de lanterna, um circuito simples onde é utilizado um interruptor que liga e desliga uma lâmpada, podemos usar o estado em que se encontra a lâmpada (acesa ou apagada) para sabermos em que estado se encontra o interruptor. Facilmente vamos deduzir que a lâmpada está aceso se o interruptor estiver fechado e vice-versa.

Pode ainda consultar o artigo onde falamos sobre a diferença entre um circuito aberto e um circuito fechado, para compreender melhor os exemplos abaixo.

 

 

De seguida mostramos dois circuitos, já aqui falados na aula sobre o funcionamento do circuito de lanterna, onde podemos deduzir em que estado está o interruptor, consoante o estado em que se encontra a lâmpada – acesa ou apagada.

Circuito de lanterna com interruptor aberto e lâmpada apagadaCircuito de lanterna com interruptor fechado e lâmpada acesa

 

 

 

 

 

 

 

Nos circuitos acima, podemos concluir que:

  • No primeiro circuito temos a lâmpada apagada e desta situação vamos concluir que o interruptor está aberto, ou seja, na posição ou estado 0, não deixando circular corrente até à lâmpada;
  • No segundo circuito temos a lâmpada acesa e desta situação vamos concluir que o interruptor está fechado, ou seja, na posição ou estado 1, deixando que a corrente chegue até à lâmpada;

 

Com os exemplos destes circuitos muito simples, deduzimos a cada momento qual o estado em que está o interruptor, já que a lâmpada vai nos “informar” sobre a posição desse mesmo interruptor.

É claro que a partir daqui vamos estudar circuitos de maior complexidade, onde são necessárias mais operações lógicas para chegar a uma determinada conclusão. Estes circuitos recebem o nome de circuitos lógicos. Estes circuitos podem ser de vários sub-tipos e iremos começar por estudar os circuitos lógicos E (AND), circuitos lógicos OU (OR) e circuitos lógicos NÃO (NOT), mas isso ficará para as próximas aulas.

 

Qualquer dúvida, não hesitem em nos perguntar ou deixar comentário.

Siga este link para consultar as várias aulas de eletrónica já aqui estudadas.