Na aula de hoje vamos falar sobre o que são acumuladores e quais as diferenças comparativamente às pilhas, das quais falámos nos últimos artigos das Aulas de Electrónica.

A principal diferença de um acumulador comparativamente às pilhas, é que estes não produzem qualquer tipo de energia eléctrica, mas têm a capacidade de a armazenar. Um acumulador, também chamado de pilha secundária, tem a capacidade de voltar a fornecer energia eléctrica depois de ter esgotado a sua carga eléctrica, através de um carregamento.

 

Tipos de acumuladores

Os acumuladores mais comuns existentes nos dias de hoje são os acumuladores de chumbo, os acumuladores de níquel-cádmio e ainda os acumuladores de prata-cádmio. Em electrónica, os acumuladores de chumbo são os menos utilizados, já que utilizam líquidos que se podem derramar sobre os circuitos electrónicos.

De seguida, vamos falar um pouco sobre os vários tipos de acumuladores e as principais diferenças entre cada um deles.

 

Exemplo de um acumulador de níquel-cádmio

 

Acumulador de níquel-cádmio

Muito semelhantes às pilhas que todos conhecemos, os acumuladores de níquel-cádmio fabricam-se em diversos tamanhos, permitindo assim a substituição das pilhas convencionais por acumuladores, que permitem recargas sempre que se esgotar a sua carga eléctrica.

Os acumuladores deste tipo têm a vantagem de ser hermeticamente fechados, impossibilitando desta forma qualquer tipo de derrame do seu electrólito sobre o circuito.

Na sua constituição existe um eléctrodo positivo de hidróxido de níquel e um eléctrodo negativo de cádmio metálico com pequenas partículas de ferro. O electrólito é constituído por hidróxido de potássio.

A tensão dos acumuladores de níquel-cádmio é de cerca de 1,3 Volts, ligeiramente inferior à tensão das pilhas convencionais.

Enquanto um acumulador deste tipo está a fornecer energia a um aparelho, é libertado oxigénio, que quando chega ao eléctrodo de cádmio faz desencadear uma reacção química, originando o óxido de cádmio. Na fase de carregamento, o eléctrodo de cádmio desoxida-se, estabelecendo-se assim um equilíbrio químico.

O preço destes acumuladores é bastante superior aos das pilhas e necessita ainda de um carregador que lhe forneça tensão contínua para o recarregar, mas compensa utilizar este tipo de acumuladores, já que podem ser descarregados e carregados inúmeras vezes. Resta salientar que actualmente são utilizados acumuladores à base de lítio, mais eficientes, mas cujo funcionamento e carga eléctrica é muito semelhante aos acumuladores de níquel-cádmio.

 

Acumulador de prata-cádmio

Comparativamente aos acumuladores de níquel-cádmio, os acumuladores de prata-cádmio têm um rendimento muito superior, cerca do dobro daqueles acumuladores.

Na sua constituição, substituiu-se o níquel pela prata, conseguindo-se assim melhores resultados e um volume muito inferior, para intensidades e tensões iguais às dos acumuladores de níquel-cádmio.

Resta referir que a tensão destes acumuladores é igualmente de 1,3 Volts e conseguem preservar com mais eficiência a sua carga, mesmo após grandes períodos de inactividade.

 

Ligação das pilhas ou acumuladores

Muitas vezes existe a necessidade de obter uma tensão superior àquela que uma única pilha ou acumulador fornece. Quanto isto acontece, é possível aumentar essa tensão, ligando várias pilhas umas às outras, ou seja, fazendo uma ligação em série das pilhas, conectando o positivo de uma pilha ao negativo da outra pilha, somando-se assim as tensões de cada uma delas.

Como vemos na imagem abaixo,  ligaram-se 4 pilhas em série, de 1,5 Volts cada uma, totalizando 6 Volts no total. Esta tensão de 6 Volts é obtida no extremo esquerdo e extremo direito do conjunto das 4 pilhas. Mostramos ainda a forma de representar este tipo de ligação em esquemas, através dos dois símbolos possíveis de utilizar.

 

Ligação em série de pilhas ou acumuladores num aparelho

 

Esperamos que tenha entendido o que são acumuladores e quais as suas principais funções. Na próxima Aula vamos começar a estudar os fusíveis, para que servem, que tipos de fusíveis existem e muito mais.