Hoje vamos falar sobre as pilhas de mercúrio, o tipo de pilhas que mantém a sua tensão sempre igual até ao último segundo de vida.

Na última aula, falámos sobre as pilhas alcalinas, que deram lugar às pilhas antigas de zinco-carvão, garantindo assim mais energia e durante mais tempo.

Na aula de hoje, iremos falar sobre as pilhas de mercúrio, outro tipo de pilha direccionada para aqueles aparelhos onde é importante manter sempre a mesma tensão.

 

Constituição de uma pilha de mercúrio

 

Pilha de mercúrio

 

Nas pilhas secas de mercúrio existe uma espécie de caixa dupla de aço, uma exterior e outra mais interior, seladas hermeticamente. Na parte inferior da pilha existe um orifício por onde são expelidos os gases.

A formar o pólo positivo, que está em contacto com a caixa de aço exterior, existe óxido de mercúrio misturado com pequenos pedaços de grafite (cerca de 5%). O electrólito, o composto que permite que haja condução de electricidade, é formado por hidróxido de potássio, que é preservado num material absorvente e esponjoso.

A formar o pólo negativo da pilha, existe uma espécie de pasta constituída por pedaços de zinco muito finos, semi-misturados em mercúrio.

A separar a pasta de óxido de mercúrio e o electrólito existe uma camada porosa de plástico, que não deixa que estes dois componentes se misturem.

 

Pilha de mercúrio - tipo CR2032

 

Características das pilhas de mercúrio

Estas pilhas, por serem de dimensão reduzida, são usadas em aparelhos pequenos, tais como relógios, comandos, calculadoras, etc.

Com o seu exterior em aço, as pilhas de mercúrio são de extrema qualidade, já que conseguem fornecer uma tensão sempre igual, durante todo o seu tempo de vida, e podem ter uma duração superior a mais de 800 horas de funcionamento. Além desta excelente particularidade, as pilhas de mercúrio conseguem ainda manter a sua energia durante muito tempo, até cerca de 8 anos, sempre com a mesma carga.

Quando chegam ao fim do seu tempo de vida, a sua tensão desce de imediato para os zero volts, e não de uma forma gradual, como acontece nos outros tipos de pilhas.