Hoje vamos dar continuidade ao nosso estudo das pilhas e baterias, para falar sobre as conhecidas pilhas alcalinas de dióxido de manganésio. Qual a sua constituição? São usadas para que fins? Quais as principais vantagens de usar pilhas alcalinas? Estas e outras questões nesta aulas sobre pilhas alcalinas.

Há algumas aulas atrás começámos o estudo das aulas sobre componentes desta segunda unidade de estudo, falando sobre qual é a diferença entre uma pilha, um acumulador e uma bateria. Na segunda aulas explicámos o que é uma pilha seca de zinco-carvão e hoje vamos falar sobre as principais características e utilidades de uma pilha alcalina de dióxido de manganésio.

As pilhas alcalinas são pilhas que foram construídas com o principal objectivo de terem uma maior duração e rendimento, em relação às tradicionais pilhas de zinco-carvão, quase em desuso nos dias de hoje, mas de aspecto muito semelhante às pilhas alcalinas.

Os metais alcalinos usados no electrólito (o componente que permite a condução de electricidade dentro da pilha), são os responsáveis por baptizarem estas pilhas de pilhas alcalinas, enquanto que o componente usado como despolarizante é o dióxido de manganésio, que evita que se produza hidrogénio no pólo positivo, um isolante, evitando assim que deixe de circular corrente eléctrica.

 

Constituição de uma pilha alcalina:

constituicao-de-uma-pilha-alcalina

 

O zinco, a substância que define o pólo negativo da pilha, tem a forma tubular e está mergulhado no electrólito, estabelecendo-se o contacto entre eles através das superfícies interiores e exteriores do tubo de zinco. A parte exterior da pilha é constituída por carvão e é este que estabelece o pólo positivo da pilha.

A parte que faz o revestimento da pilha e faz com que esta seja totalmente hermética, é feita de aço prateado, sendo este o que lhe dá um aspecto brilhante. Este revestimento impede que a pilha tenha derrames de electrólito, o que acontecia com as pilhas mais antigas, as pilhas de zinco-carvão e que muitas vezes danificava os aparelhos, já que esta substância ataca fortemente todas as partes metálicas.

 

Características das pilhas alcalinas:

A aparência e respectivos formatos das pilhas alcalinas é exactamente igual às pilhas antecessoras de zinco-carvão, mas o seu rendimento é bastante superior, fornecendo uma intensidade de corrente bastante superior e permitindo assim um tempo de funcionamento dos aparelhos muito superior.

As pilhas alcalinas têm ainda uma característica muito importante, que lhes permite funcionar em ambientes com temperaturas muito frias, de até -40 graus centígrados.

Apesar de serem pilhas com um custo superior às pilhas normais de zinco-carvão, as pilhas alcalinas têm ainda a propriedade de conservar durante muito tempo a sua energia, mesmo não estando a ser usadas. Se estiverem, por exemplo, um ano sem ser usadas, apenas perdem 10% da sua carga.