Nesta nova série de aulas, as Aulas sobre Componentes Electrónicos, vamos começar a estudar as pilhas e os acumuladores. Qual a diferença entre uma pilha e um acumulador? Para que servem? Onde se deve usar um e outro? Vamos ver ainda o que é uma bateria.

Depois de termos terminado as Aulas Teóricas da Unidade 2, vamos agora começar a entrar nas aulas sobre Componentes Electrónicos, começando a estudar as pilhas e os acumuladores.

Visualmente, uma pilha e um acumulador são praticamente iguais. A função de uma pilha e de um acumulador, é obviamente, fornecer energia eléctrica a determinado aparelho. No entanto, existe uma diferença que os torna bastante distintos. Vejamos de seguida as características de uma pilha e de um acumulador.

O que é uma pilha:

Uma pilha é um componente que consegue fornecer electricidade, através da transformação da energia química em energia eléctrica. Esta transformação deixa de acontecer assim que toda a energia química seja transformada em energia eléctrica, ficando a pilha sem carga. Este é um processo irreversível, já que depois de toda a energia química transformada, já não é possível voltar a ter energia eléctrica, algo que não acontece num acumulador.

Uma pilha é por isso, um componente de energia limitada, já que apenas consegue fornecer energia eléctrica enquanto existir energia química para ser transformada.

 

pilhas, acumuladores, baterias

O que é um acumulador:

Tal como acontece nas pilhas, um acumulador também fornece electricidade, transformando a energia química em energia eléctrica. A grande diferença em relação às pilhas, é que consegue com que este seja um processo reversível, ou seja, depois de toda a energia química ter sido transformada em energia eléctrica, podemos novamente repetir este processo, se o acumulador for recarregado. Quando um acumulador é recarregado, aplicamos energia eléctrica que é transformada em energia química, dando esta novamente origem a energia eléctrica.

Um acumulador consegue “acumular” energia várias vezes, tendo por isso uma duração muito maior, relativamente às pilhas, mas é também mais dispendioso. A sua utilização pode ser, por exemplo, para alimentar constantemente um alarme, garantindo o seu funcionamento contínuo. O alarme consegue manter-se operacional, o que poderia não acontecer caso fosse utilizada uma pilha.

 

O que é uma bateria:

Uma bateria é um conjunto de várias pilhas ou vários acumuladores. Várias pilhas ou vários acumuladores podem ser ligados entre si, para fornecer mais tensão do que aquela que seria fornecida por apenas uma pilha ou um acumulador.

Uma bateria de um automóvel, é um conjunto de vários acumuladores, apesar de externamente apenas vermos uma unidade. Podemos dizer que esta é uma bateria de acumuladores, podendo fornecer mais tensão eléctrica e neste caso, por ser um acumulador, pode fornecê-la várias vezes e durante muito tempo.

Uma bateria de pilhas é um conjunto de várias pilhas. Este tipo de bateria é usada por exemplo, em máquinas fotográficas, rádios, despertadores, etc.

 

Esperamos que tenham compreendido a diferença entre uma pilha, um acumulador e uma bateria. Nas próximas aulas vamos continuar o estudo das pilhas e acumuladores, quanto à sua constituição química. Qualquer dúvida, disponham sempre. Até breve.