A tecnologia dos dias de hoje produz peças cada vez mais fiáveis e de maior duração, no entanto nada é infalível. Saiba neste artigo qual a duração das principais peças do seu automóvel.

Os automóveis dos dias de hoje são mais fiáveis e as peças têm uma duração maior. No entanto, é importante não ignorarmos a substituição de algumas peças importantes do nosso automóvel, de modo a que este funcione nas melhores condições e em segurança.

Sabe quando é que precisa de substituir alguns dos componentes mais importantes do seu carro? Neste artigo vamos dar-lhe algumas dicas sobre qual o tempo médio de vida das diversas partes do seu automóvel.

Óleo do motor:

O óleo do motor é uma das partes principais do motor do seu carro. Sem ele, seria impossível as peças do motor funcionarem correctamente. Se o óleo do motor estiver em mau estado ou abaixo do nível, vai provocar uma má lubrificação do motor. O óleo do motor do carro dever ser trocado consoante a sua qualidade e propriedades, variando a sua duração consoante as características que ele tiver. Se num ano não completar o número de quilómetros que o óleo consegue suportar, faça na mesma a sua substituição.

 

Motor de arranque

Motor de arranque:

O motor de arranque pode durar toda a vida útil do seu carro. A duração do motor de arranque não está relacionada com a quantidade de quilómetros que o veículo fez, mas sim com a quantidade de vezes que se fez arrancar o motor. Cada vez que accionamos a chave, o motor de arranque vai sofrendo desgaste nos seus componentes. Estima-se que um motor de arranque tenha uma duração de até 50 mil arranques, sensivelmente.

Catalisador:

A peça do seu carro que está encarregue de filtrar os gases de escape, diminuindo partilhas nocivas e ruído indesejado, chama-se catalisador. Um catalisador tem uma média de vida entre os 40 e 60 mil quilómetros. Se começar a notar que o seu carro está a consumir mais que o normal, poderá ser sinal que o catalisador esteja em más condições.

Velas:

Existem dois tipos de velas: as velas de ignição (usadas nos motores a gasolina) e as velas de incandescência (usadas nos motores a gasóleo). As velas dos motores a gasolina têm uma duração entre os 20 e os 40 mil quilómetros e os primeiros sintomas que estão em mau estado são a dificuldade no arranque ou o ralenti instável. As velas podem se deteriorar mais rapidamente se fizer constantes arranques a frio ou se estiver muitas vezes em filas de trânsito.

As velas dos motores a gasóleo têm uma duração superior, que oscila entre os 70 e os 120 mil quilómetros. Nos carros a diesel mais modernos, as velas podem durar até 200 mil quilómetros!

Líquido de refrigeração ou anti-congelante

Líquido de refrigeração:

Também chamado de anti-congelante, o líquido de refrigeração ajuda o motor a arrefecer. Este líquido de tão fácil colocação, pode danificar partes importantes do motor do seu carro, se não estiver nos níveis mínimos. No máximo, este líquido deve ser substituído a cada 3 anos.

Óleo dos travões:

O sistema de travagem também necessita de estar bem lubrificado e isto é feito com o óleo dos travões. Se este não estiver em condições está a colocar a sua vida em risco, podendo ficar sem sistema de travagem. O óleo dos travões deve ser trocado no máximo de 2 em 2 anos.

Bateria:

A bateria do automóvel dura bastante tempo, mais ou menos entre 5 a 6 anos ou 70 a 120 mil quilómetros. Os principais sintomas que a bateria do seu carro está gasta, é quando o carro começa com dificuldades em arrancar.

Correia de distribuição:

A correia de distribuição é uma peça muito importante e tem uma duração entre os 60 e 120 mil quilómetros. Esta deve ser trocada a cada 6 a 10 anos. Não é possível perceber quando a correia de distribuição está em más condições, por isso não ignore a sua substituição, já que a sua ruptura pode causar danos muito dispendiosos ao motor do seu carro.

 

Esperamos que tenha gostado do nosso artigo e que tenha ficado mais esclarecido sobre quanto tempo duram as peças do motor do seu carro.