O governo do Japão começou um grande e ambicioso projecto, para conseguir receber energia eléctrica do espaço. Como é possível extrair energia espacial?

Nos dias de hoje, fica cada vez mais difícil suprir as necessidades energéticas, com os recursos ambientais a escassear e com as necessidades energéticas a aumentar de dia para dia, com a entrada de mais e mais aparelhos devoradores de electricidade.

A pensar nestes problemas, o governo Japonês deu início em 2009 a um projecto de 21 biliões de dólares, que tem como finalidade conseguir a captação de energia vinda do espaço, para uso doméstico.

Este projecto, que mais parece algo tirado de um filme de ficção científica, tem nos seus planos um grande satélite com 4 quilómetros quadrados de painéis solares. Este satélite vai captar a energia solar e transformá-la em micro-ondas, enviando-as de seguida para a Terra. Os criadores desta brilhante engenhoca estimam que o satélite conseguirá captar energia suficiente para suportar as necessidades energéticas de cerca de trezentas mil casas japonesas.

Satélite que vai captar a energia a partir do espaço

Este tipo de tecnologia, de aproveitar a energia vinda do espaço, tem a grande vantagem de não ser prejudicada com as condições climatéricas, como as nuvens, por exemplo, que muitas vezes prejudicam a captação da energia solar, aproveitando assim a totalidade da luz solar.

Está agendado um primeiro lançamento de um satélite em 2015, para receber informações importantes para a primeira fase do projecto. O Governo do Japão espera conseguir instalar e ter em funcionamento este grande sistema de painéis solares por volta do ano de 2030.

A tecnologia está constantemente a surpreender-nos. A ideia de aproveitar o espaço como fonte de energia é de facto muito interessante e quem sabe não vem resolver muitos problemas de escassez de energia com que já nos começamos a deparar.