Conheça uma impressora capaz de produzir vasos sanguíneos, tecidos humanos e  partes de substituição do nosso corpo, a partir das nossas próprias células.

Sim, a notícia parece ficção científica, mas felizmente não é! Uma empresa de San Diego, Estados Unidos da América criou uma impressora capaz de produzir partes sobresselentes do nosso corpo, a partir das nossas células. Esta impressora, ainda apenas destinada à investigação, está cada vez mais perto de ser comercializada.

Como funciona a Bio-Impressora?

Esta bio-impressora, a NovoGen MMX, tem como base de funcionamento uma bio-tinta, constituída por células vivas, de um tecido original.Esta impressora de alta precisão, imprime uma estrutura tridimensional, formando-se agregados de células, devidamente agregados e num padrão que se pré-estabeleceu. Apenas 24 horas depois, estes agrupados de células estão fundidos e está assim criado um novo pedaço de tecido. Estas células, sabem como agir, quando colocadas nesse determinado padrão que a impressora definiu, tal como acontece com as células do nosso corpo, que agem de acordo com as características genéticas de cada um de nós.

Bio-impressora-Novogen-MMX

Que tipo de tecidos podem ser impressos?

Este aparelho ainda só permite a criação de vasos sanguíneos, em apenas 1 hora. Dentro de 3 a 5 anos será possível a utilização desses vasos sanguíneos “impressos” para uso terapêutico. Relativamente à produção de órgãos completos, isso ainda não é possível, mas é esse o principal objectivo desta empresa. O coração será o órgão mais difícil de reproduzir, dada a sua complexidade, mas o tempo para isso passar a ser uma realidade dependerá apenas dos fundos disponíveis para continuar esta investigação.

Qual a vantagem relativamente aos transplantes de hoje em dia?

Apesar de ainda não ser possível a impressão de órgãos que possam ser transplantados, a empresa Organovo continua a estudar formas de produzir órgãos a partir de células do nosso organismo. Quando for possível o transplante destes órgãos, produzidos a partir das nossas próprias células, deixará de existir o risco de rejeição. As pessoas que hoje em dia recebem transplantes de órgãos, necessitam de tomar medicamentos durante toda a vida, para prevenir os efeitos de rejeição dos órgãos transplantados, algo que, também deixará de ser necessário com o transplante de órgãos criados com esta tecnologia.

Quais os primeiros transplantes que serão contemplados com esta tecnologia?

Como os vasos sanguíneos foram os primeiros tecidos a ser criados por esta bio-impressora, as pessoas que necessitarem de bypasses nas coronárias serão as primeiras a beneficiarem desta fantástica tecnologia. Os enxertos que necessitam serão assim vasos sanguíneos produzidos pela Organovo.

A esperança média de vida vai aumentar?

Todos sabemos que muitas pessoas morrem pela falta de órgãos disponíveis para transplante. Com esta tecnologia espera-se, que a curto prazo, possam estar disponíveis órgãos de substituição para todas as pessoas, aumentando assim a esperança média de vida.

No meu ponto de vista, estas são as tecnologias em que se deveria e em que é necessário investir mais dinheiro, pois são estas que darão uma qualidade de vida melhor a todos nós e deixar de se gastar milhões e milhões em tecnologias usadas para nos destruir, como bombas e armamento, por exemplo!