As três dimensões vieram para ficar, pelo menos assim se espera. Conheça neste artigo os 4 sistemas diferentes existentes no mercado, que tornam possível a visualização de imagens a 3 dimensões.

Existem actualmente quatro sistemas para criar vídeos e imagens a 3 dimensões. Qual destas tecnologias 3D irão ter sucesso ou quais vão ficar para trás ainda é uma incógnita, mas algumas delas começam já a destacar-se…

Sistema Anáglifo ou colourcode

Neste tipo de sistema, a mesma imagem é apresentada duas vezes, levemente desenquadradas entre elas, pelo eixo horizontal. Uma das imagens é mostrada a vermelho e a outra a ciano. Estas duas cores são filtradas por óculos especiais, com uma das lentes vermelha e outra lente ciano (anáglifos), permitindo que cada uma dessas imagens seja filtrada para cada olho, respectivamente. Assim a imagem vermelha é filtrada pela lente vermelha e transmitida a um dos olhos e a outra imagem azul é filtrada pela outra lente, azul, e transmitida ao outro olho. Depois disto, o cérebro cria a ilusão de tridimensionalidade, combinando as duas imagens. Poderão ainda ser usadas a cor âmbar e azul escuro (colourcode) em vez do vermelho e ciano (anáglifo).

Sistema Anaglifo ou colourcode

Este sistema poder ser utilizado em televisões ou leitores de Dvd/Blu-ray e a fabricação dos óculos é muito barata. Além da aparência ridícula que ficamos com este tipo de óculos, os seus filtros deterioram a cor original das imagens e a visualização torna-se quase sempre desconfortável.

Este sistema, praticamente ultrapassado, excepto na indústria da impressão, foi usado nos primeiros Dvds e Blu-ray 3D e em algumas emissões de televisão.

Sistema Polarizador

No sistema polarizador, as duas imagens são transmitidas ao mesmo tempo. São filtradas e polarizadas cada uma numa única direcção, ou seja, uma com polarização vertical e outra com polarização horizontal. O tipo de óculos usado para filtrar estas polarizações, tem também que estar dotado deste tipo de filtros polarizadores, para conseguir produzir o efeito desejado. Uma das lentes mostra somente uma das imagens e a segunda lente a outra imagem.

Sistema Polarizador

O sistema polarizador é o utilizado nos cinemas e os óculos utilizados não são prejudiciais para a saúde, mas têm o inconveniente de reduzir o brilho e qualidade das imagens. Se quisermos este tipo de sistema para as nossas casas necessitamos de uma televisão ou projector 3D polarizados, além de que é necessário estar frente a frente às imagens projectadas para conseguirmos visualizar o efeito 3D.

Sistema Obturador Activo

As imagens neste tipo de sistema são gravadas separadamente para cada olho e têm uma maior qualidade (1920 por 1080 pixéis) comparativamente aos sistemas anteriores e a sua transmissão é realizada de uma forma alternada e a grande velocidade. Os óculos utilizados são mais dispendiosos e requerem o uso de pilhas para alimentar os pequenos ecrãs LCD contidos em cada lente, que funcionam como um obturador de uma máquina fotográfica, ou seja, bloqueiam de uma forma rápida e alternada as imagens para o olho esquerdo e direito e em sincronia com as imagens transmitidas, para assegurar que cada olho recebe as imagens certas e à sequência certa.

Sistema Obturador ActivoNo sistema obturador activo as imagens têm sempre uma resolução completa e os óculos, graças aos obturadores incorporados, detectam mudanças entre as duas e as três dimensões e fazem o ajuste automático das imagens. Além de ser necessária uma largura de banda mais elevada para a transmissão destas imagens de alta qualidade, é necessário ainda ecrãs e dispositivos transmissores com uma grande taxa de qualidade e de refrescamento de imagens. Apesar disto, é o sistema mais defendido no mundo da tecnologia, numa relação preço/qualidade.

Sistema Lenticular

No sistema lenticular, também chamado de sistema auto-estereoscópico, é usada uma folha de lentes cilíndricas, ou lentículas, que é acoplada ao ecrã LCD. Com estas lentes, a luz é reflectida em ângulos específicos, gerando assim imagens distintas para cada olho. É um sistema mais complexo, daí a maior dificuldade em implementa-lo no mercado, contudo, tem a grande vantagem das imagens serem nítidas, já que dispensa o uso de óculos.

Sistema Lenticular A longo prazo, este sistema é muito promissor mas de momento é um sistema muito caro de implementar. Não funciona por exemplo com projectores, já que a resolução que teria que ser usada seria muito alta, originando um ecrã de custos muitos elevados. A Philips e a Fuji estão já a implementar este sistema em máquinas fotográficas, por exemplo, mas cautelosamente, dada a pouca viabilidade no mercado neste momento.

Espero que tenham gostado deste artigo e ficado a conhecer um pouco mais sobre o funcionamento do sistema 3D e dos diferentes sistemas que existem nos dias de hoje.