O relógio mais preciso do mundo foi criado no National Institute of Standards and Technology, em Boulder, no estado de Colorado, Estados Unidos da América. Não é um relógio que possamos usar no pulso como os habituais relógios, mas a sua precisão é eterna!

Todos nós já ouvimos falar dos maravilhosos relógios suíços, ou dos tecnologicamente avançados relógios electrónicos. Estes tipos de relógios nem chegam aos calcanhares do super preciso relógio criado no NIST, feito de um simples e solitário átomo de mercúrio. Este ião de mercúrio é um átomo carregado electricamente, que quando é atingido por um raio laser, cria as oscilações que produzem os tic-tac dos segundos. Tudo isto é inserido num cilindro metálico, num sistema criogénico a vácuo e sob um campo magnético.

Relogio optico de mercurio

Este relógio é cerca de cinco vezes mais preciso do que qualquer outro relógio construído até hoje. Na prática, significa que para atrasar ou adiantar um simples segundo, este relógio precisara de 400 milhões de anos. Com toda esta precisão, os cientistas põem de parte o termo “segundo”, passando a designar estas medidas como frequências. Estes padrões de tempo super precisos são de grande importância para o estudo da física, estudando a sua variação ao longo do tempo. São também muito importante em questões como por exemplo, da criação de campos magnéticos e gravitacionais, que são usados para aplicações médicas, telecomunicações ou sistemas de posicionamento global.